Jóias de Platina: Perguntas Frequentes

Frequentemente as pessoas têm dúvidas sobre a Platina, principalmente na hora de escolher a matéria-prima das alianças.
A NAT responde a algumas delas:

1. Por que a pureza da platina é importante?

Uma joia de platina contém mais metal nobre do que qualquer outro tipo de joia. A platina é trabalhada pura a 95%, enquanto que, por exemplo, o ouro 18 quilates é puro a 75%.
Graças à sua pureza a platina não provoca alergias, nunca oxida, é extremamente resistente, duradoura e inatacável por agentes externos.

2. Platina e Ouro Branco são iguais?

Não, são completamente diferentes. O ouro branco é resultado de uma liga de ouro amarelo e outros metais e, ao final, um revestimento de ródio para conferir o efeito da luminosidade branca.
Apesar da semelhança externa o ouro branco não tem a mesma pureza, durabilidade, exclusividade, valor e cor branca natural da platina.

3. Quais são os principais cuidados com a platina?

Siga nossas principais dicas para qualquer tipo de joia. Detergentes neutros podem ser usados em platina, porém, se necessário, melhor recorrer a um joalheiro para um cuidado profissional.

4. Afinal, por que optar por platina?

A platina é o mais valioso dos metais.
É rara e exclusiva, pois se encontra em poucos pontos da Terra, principalmente em jazigos na África do Sul. Para se ter uma ideia, atualmente as joalherias consomem 65 toneladas por ano deste metal, frente às 3.300 toneladas utilizadas de ouro.
Sua luminosidade branca natural é única e valoriza diamantes e demais pedras preciosas. É um metal discreto e elegante.
O fato deste material não se oxidar ao longo do tempo é uma grande vantagem em relação aos demais metais.
A maior durabilidade confere à platina uma característica eterna. Perfeita principalmente para a fabricação de alianças e anéis de noivado.